CFP

Clube Filatélico de Portugal

A Censura Militar no Arquipélago dos Açores durante a 2.ª Grande Guerra - Parte V (Última parte) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Joaquim Sousa Lobo   
Domingo, 24 Janeiro 2010 19:50

 

A Censura Militar no Arquipélago dos Açores durante a 2ª Grande Guerra

Parte V (Última Parte)

                                                                                                                                                            Sousa Lobo Joaquim Sousa Lobo
Desenhos de Eduardo Silva
 

ILHA DE SÃO MIGUEL

Segundo o conceito militar de defesa, era a ilha de S. Miguel a mais importante do Arquipélago dos Açores e, por isso, a mais guarnecida em termos de efectivos militares. Foi graças a essa necessidade de defesa que S. Miguel foi, entre todas as Ilhas dos Açores, a mais rica em termos de marcas de censura.

A censura em S. Miguel teve o seu início em 13 de Abril de 1942, a funcionar no edifício dos Correios de Ponta Delgada, chefiada pelo capitão Aniceto Simões que tinha sob as suas ordens sete sargentos músicos e um sargento artífice, vindo a ser instalada em edifício próprio a 6 de Outubro de 1943.

Como já nos casos tratados anteriormente, foi a censura dividida em dois ramos:

- censura à correspondência do pessoal militar;

- censura à correspondência civil.

Faço, a seguir, a reprodução das marcas e dou outros elementos importantes, como as cores em que são batidas, as unidades a que pertencem, os diversos tipos, etc.

Não quero terminar esta introdução sem chamar a atenção para a riqueza das marcas existentes na época para a Ilha de S. Miguel, tendo em conta que, as que possuo, são só uma parte delas, pois estiveram nesta Ilha, durante o conflito, as seguintes unidades militares:

                                                                                 2   Quarteis Generais 

                                                                                   - Comando Militar dos Açores

                                                                                   - Comando Militar de S. Miguel

                                                                                 3   Comandos de Regimento

11   Batalhões de Infantaria

                                                                                 1   Companhia de Atiradores

11   Batarias de Artilharia

                                                                                 1  Batalhão de Engenharia

                                                                                 6  Companhias de Engenharia 

                                                                                 2  Esquadrilhas de Aviação

Para além destas, também estiveram presentes meios navais, de que não possuo qualquer informação, a não ser a censura do C.D.M.A. e dos navios de guerra  “DOURO” e “VOUGA”.

Vejamos, então, o material disponível, começando por apresentar os carimbos de censura à correspondência do pessoal militar.

 

CARIMBOS DE CENSURA

COMANDO MILITAR DOS AÇORES

                a) Correspondência militar

 

         f1                 f2                    f3
 Fig. 1 – Comando Militar dos Açores – Tipo 1 (violeta, cinzento, carmim e lilás) - Dimensões:  41mm x 24 mmFig. 2 – Comando Militar dos Açores – Tipo 2 (vermelho, lilás, rosa, carmim e violeta) - Dimensões:  42mm x 24 mm
 Fig. 3 – Comando Militar dos Açores * Estado Maior – 1ª Repartição (vermelho e roxo) - Dimensões:  38mm x 25 mm
 
                                    f4                                f5
 Fig. 4 – Comando Militar dos Açores - Comando de Engenharia(violeta e carmim) - Dimensões: 50mm x 49 mmFig. 5 – Comando Militar dos Açores - Formação do Comando(cinzento) - Dimensões: 45mm x 17 mm
 

b) Correspondência civil

 

          f6                 f7  
 Fig. 6 – Comando Militar dos Açores - Repartição do Serviço Postal (violeta) - Dimensões: 47mm x 21,5mm

  Fig. 7 – Comando Militar dos Açores (lilás) - Dimensões: 52mm x 16mm  

 

COMANDO MILITAR DA ILHA DE SÃO MIGUEL

a) Correspondência Militar

 

        f8              f9               f10
 Fig. 8 – Comando Militar de São Miguel (vermelho) - Dimensões: 40mm x 15mm Fig. 9 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 3 (violeta) - Dimensões: 35mm x 16mmFig. 10 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 4 (violeta) - Dimensões: 42mm x 16mm

           f11              fi12              f13
 Fig. 11 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 9 * Comando e Trem (violeta) - Dimensões: 41mm x 16mmFig. 12 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 9 (violeta) - Dimensões: 41mm x 36mm
 Fig. 13 – Formação do 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 9 (violeta) - Dimensões: 37mm x 17mm
 
   f14        f15        f16            f17
 Fig. 14 – 3ª Companhia do 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 9 (violeta) - Dimensões: 35mm x 12mm Fig. 15 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 12 (azul e carmim) - Dimensões: 32mm x 13mm Fig. 16 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 12 (violeta e cinzento) - Dimensões: 35mm x 10mm Fig. 17 – Companhia de Acompanhamento do 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 12 (carmim) - Dimensões: 31mm x 10mm


     f18           f19                 f20
 Fig. 18 – Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 14 (violeta e carmim) - Dimensões: 41mm x 8mm Fig. 19 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 16 – Tipo 1 (violeta) - Dimensões: 42mm x25mm Fig. 20 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 16 – Tipo 2 (azul) - Dimensões: 38mm x15mm

            f21               f22             f23
 Fig. 21 – 1ª Companhia do 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 16 (violeta) - Dimensões: 44mm x 10,5mm Fig. 22 – 1º Batalhão Expedicionário do Regimento de Infantaria 16 (violeta) - Dimensões: 43mm x 30mm Fig. 23 – CENSURADO (violeta) * Regimento de Infantaria Nº 18 - Dimensões: 27mm x7mm

         f24                     f24                       f26
 Fig. 24 – Batalhão Independente de Infantaria Nº 18 (violeta) - Dimensões: 47mm x30mm Fig. 25 – Regimento de Infantaria nº 18 (carmim) - Dimensões: 26mm x13mmFig. 26 – Batalhão Independente do Regimento de Infantaria 18 (violeta escuro) - Dimensões: 42mm x13mm
           f27                     f28                  f29
 Fig. 27 – Regimento de Infantaria nº 18 * 1º Batalhão - Secretaria (violeta) - Dimensões: 40mm x29mm Fig. 28 –  2º Batalhão do Regimento de Infantaria 18 - 1ª Companhia (violeta) - Dimensões: 43mm x 32mm Fig. 29 –  2º Batalhão do Regimento de Infantaria 18 (violeta) - Dimensões: 43mm x 30mm

      f30                        f31                        f32
 Fig. 30 –  Regimento de Infantaria 18 (violeta) - Dimensões: 43,5mm x16mm Fig. 31 –  Regimento de Infantaria 18  * 3º Batalhão  -  Secretaria  (violeta escuro) - Dimensões: 43mm x 30mmFig. 32 –  Regimento de Infantaria nº 21* COMANDO (azul) - Dimensões: 49mm x 35mm

              f33               f34                   f35
 Fig. 33 –  Regimento de Infantaria 22 * Comando - Tipo 1(violeta escuro) - Dimensões: 26mm x 11mm Fig. 34 –  Regimento de Infantaria 22 * Comando - Tipo 2  (violeta escuro) - Dimensões: 36mm x 12mm Fig. 35 – Batalhão de Sapadores Mineiros do Regim. de Engenharia 2 * Expedicionário * COMANDO (violeta escuro) - Dimensões: 53mm x 31,5mm

 
f36
 
f37
 Fig. 36 –  1ª Companhia de Sapadores Mineiros Expedicionária do Regimento de Engenharia 2 (violeta) - Dimensões: 119mm x 15mm Fig. 37 – Batalhão de Sapadores Mineiros Expedicionária do Regimento de Engenharia 2 * COMPANHIA DO PARQUE (violeta) - Dimensões: 48mm x 24,5mm

 f38 f39
Fig. 38 –  Companhia de Sapadores Mineiros Expedicionária * Regimento Engenharia 2 (violeta) - Dimensões: 54mm x 15mm
Fig. 39 –  1º Bataria Expedicionário do Regimento de Artilharia Pesada 1 (violeta) - Dimensões: 55mm x 31mm

 f40 f41 f42
 Fig. 40 – 4ª Bataria Expedicionária do Grupo de Artilharia Contra Aeronaves nº 2 (violeta) - Dimensões: 42mm x 42mmFig. 41 –  Grupo de Artilharia Contra Aeronaves nº 4 (violeta) - Dimensões: 37mm x 15mm
Fig. 42 –  Grupo de Artilharia Contra Aeronaves nº 6  (violeta) - Dimensões: 37mm x 15mm

 f43 f144 f45
Fig. 43 – 1º Grupo de Batarias de Obuses * Regimento de Artlharia Ligeira nº 3 (violeta) - Dimensões: 54mm x 20mm
 Fig. 44 – Regimento de Artilharia Ligeira nº 5 (violeta) - Dimensões: 42mm x 27mm Fig. 45 –  Bataria de Referenciação do Comando da Defesa Territorial Contra  Aeronaves da Base Aérea nº 4 (violeta) - Dimensões: 49mm x 36mm

 f46fi47 fi48
Fig. 46 – Comando da Defesa Territorial Contra  Aeronaves da Base Aérea nº 4 – Tipo 1(violeta) - Dimensões: 54mm x 16mm
 Fig. 47 – Comando da Defesa Territorial Contra Aeronaves da Base Aérea nº 4 – Tipo 2 (violeta) - Dimensões: 51mm x 20mm Fig. 48 –  Base Aérea nº 4 – Tipo 1(violeta escuro) - Dimensões: 44mm x 22mm

fi49
 fi50fi51
 Fig. 49 –  Base Aérea nº 4 – Tipo 2 (violeta) - Dimensões: 42mm x 20mm Fig. 50 –  Base Aérea nº 4 – Tipo 3(violeta) - Dimensões: 42mm x 20mmFig. 51 – Hospital Militar de São Miguel(violeta) - Dimensões: 54mm x 25mm

 fi52 fi53 fi54
Fig. 52 – Destacamento Sanitário de São Miguel (violeta) - Dimensões: 40mm x 37mm
 Fig. 53 – Depósito de Reabastecimento de Material de Guerra (violeta) - Dimensões: 29mm x 8mm Fig. 54 – Depósito Disciplinar de S. Miguel (violeta) - Dimensões: 47mm x 10mm

 f55 f56f57
 Fig. 55 – Distrito de Recrutamento e Mobilização nº 18 * Ponta Delgada – (violeta) - Dimensões: 27mm x 35mm Fig. 56 – Comando da Defesa Marítima dos Açores (violeta) - Dimensões: 28 mm x 13mmFig. 57 – Navio da Republica Portuguesa “DOURO”  (violeta) - Dimensões: 40 mm x 12mm

 f58
 Fig. 58 – Navio da Republica Portuguesa  “VOUGA”  (violeta) - Dimensões: 40 mm x 12m

 

b) Correspondência Civil

Na Censura à Correspondência Civil foram utilizadas diversas marcas de censura, sendo algumas delas, nitidamente de recurso, como o carimbo do Tipo São Miguel 6, em que foram empregues dois “C”, um para servir de “E” e outro de “O”.

A seguir vai a descrição e reprodução das marcas que possuo, da censura à correspondência civil, assim como as cores e características dignas de realce.

 

CINTAS DE FECHO


f59
Fig. 59– TIPO 1 – Papel branco com carimbo do Censor a violeta
 
f60
Fig. 60 – TIPO 2 – Papel transparente com carimbo do Censor a violeta
 
f61
Fig. 61 – TIPO 3 – Papel branco com “S. MIGUEL” a violeta
 
f62
Fig. 62 – TIPO 4 – Cinta de Lisboa bistre, com timbre a vermelho e sobrecarga “S. MIGUEL” a preto
 
f63
Fig. 63 – TIPO 5 – Cinta de Lisboa bistre, com timbre a vermelho e sobrecarga “S. MIGUEL” a violeta

 

CARIMBOS DE CENSURA

Estas marcas aparecem sempre batidas a violeta. Dou, também, os números que possuo de cada uma.


 f64f65
 f66
 Fig. 64 – Tipo S. Miguel  1(3,4,5,6,7,8,9,10,11,12) - Dimensões: 48mm x 17mm Fig. 65 – Tipo S. Miguel  2 (13) - Dimensões: 41mm x 13mm Fig. 66 – Tipo S. Miguel  3 (9,22) - Dimensões: 45mm x 17mm
 
 f67 f68f69
Fig. 67 – Tipo S. Miguel  4 (22) - Dimensões: 46mm x 17mm
Fig. 68 – Tipo S. Miguel  5 (14,15,16) - Dimensões: 48mm x 17mm
 Fig. 69 – Tipo S. Miguel  6 (14) - Dimensões: 50mm x 16mm

 f70f71
 f72
 Fig. 70 – Tipo S. Miguel  7 (6,8,9,15,17,19,20,25) - Dimensões: 47mm x 16mm Fig. 71 – Tipo S. Miguel  8 (16) - Dimensões: 50mm x 17mm Fig. 72 – Tipo S. Miguel  9 (20) - Dimensões: 47mm x 17mm

 f73f74
 Fig. 73 – Tipo S. Miguel  10 (15) - Dimensões: 50mm x 17mm Fig. 74 – Tipo S. Miguel  11( 8) - Dimensões: 50mm x 17 mm


CENSURA À CORRESPONDÊNCIA REGISTADA

Em 26 de Outubro de 1942 foi colocado na Repartição de Censura o Tenente Chefe da Banda, Manuel da Silva, o qual tomou a seu cargo a censura à correspondência registada..


f75
Fig. 75 – Cinta  de Censura lacrada
 

Acima apresento uma cinta de fecho de uma carta registada, que talvez tenha transportado valores pois, foi censurada e fechada com cinta, lacrada e com a menção de ter sido lacrada pela censura e assinada pelo próprio Tenente Manuel da Silva.

O sinete utilizado no lacre era o sinete pessoal do mesmo oficial músico.

 

 

 

Actualizado em Terça, 26 Janeiro 2010 16:43
 

Procura

 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack